Jogos e brincadeiras fortalecem cooperação e noções de espaço e de tempo necessárias na canoagem

Nos dias em que a chuva decide aparecer, a turma do Remadas Solidárias segue outro destino, que também colabora para a prática da canoagem. Foi assim na manhã da última sexta-feira, dia 27 de janeiro. Na primeira etapa da aula, com templo nublado, os professores desenvolveram jogos de estafeta cooperativa, na água.

Divididos em duas equipes, as crianças e adolescentes remaram até o centro do lago, individualmente. No retorno, no momento da entrega do caiaque ao próximo integrante da equipe, todos auxiliaram na preparação da embarcação. “É um jogo que trabalha a técnica e incentiva a cooperação”, explica o professor Willian Brandão.

Quando chegaram os primeiros pingos de chuva, os alunos se deslocaram ao ginásio do Sesi, que é parceiro do projeto, onde os professores planejaram exercícios físicos que ajudam na coordenação motora, no equilíbrio, nas noções de tempo e de espaço e na integração.

Na segunda etapa da manhã, "Caçador" ou "Queimado" foi a atividade que os docentes do Remadas coordenaram com os alunos. Os professores detalharam aos estudantes as regras do jogo, que busca "queimar" com a bola um número maior de participantes, e auxiliaram no desenvolvimento da atividade.

"Ajuda na espacialidade e na temporalidade. É preciso ter noção de espaço e de tempo para a condução do caiaque e, principalmente, nas provas, em razão das distâncias. São para essas ações que o Caçador também contribui na canoagem", explica o professor Edelvan Borelli.

Foto: Rosa Ana Bisinella

 
Remadas Solidárias © 2012 | Desenvolvido por Wd Caxias
E-mail